Incêndios ambientais viram rotina e incomodam moradores em Umuarama

Incêndios ambientais viram rotina e incomodam moradores em Umuarama

Incêndios ambientais são registrados rotineiramente e têm causado muito transtorno para moradores de vários bairros de Umuarama. As ocorrências são praticamente diárias neste outono, e a origem nitidamente proposital de várias também gera revolta. Somente nesta quarta-feira (18) o Corpo de Bombeiros foi mobilizado para dois combates.

O curto período de estiagem faz com que as chamas se espalhem com rapidez pela vegetação rasteira, dificultando o trabalho das guarnições. Imagens compartilhadas nas redes sociais dimensionam o problema, que levou muito incômodo para famílias residentes na avenida Rio Grande do Sul e também em regiões próximas ao conjunto São Cristóvão.

"O ser humano não tem consciência e continua colocando fogo em terrenos baldios. Se é que podemos chamar de seres humanos pessoas que não pensam no mal que causam a tantas pessoas com as queimadas", desabafou uma internauta.

Segundo a Sociedade Brasileira de Pneumologia, 77% das vítimas de incêndios não morrem por queimadura, mas sim pela inalação de fumaça. O processo inflamatório das vias aéreas ocorre por lesões causadas pela inalação.

Segundo o Corpo de Bombeiros, uma queimada é combatida a cada 13 minutos no Paraná. OBEMDITO.

Deixe seu Comentário