Iluminação pública em loteamentos e obras gera questionamentos

Iluminação pública em loteamentos e obras gera questionamentos


Na semana passada o morador de um bairro de Umuarama que fica perto de um dos vários loteamentos da cidade entrou em contato com o Bianca News para questionar de quem era a responsabilidade pelo pagamento da energia elétrica destes locais.
Segundo ele em vários loteamentos onde não existem se quer uma casa a iluminação pública fica acessa durante praticamente 24 horas.

Ele também questionava a necessidade da iluminação em espaços onde estão sendo construídas obras públicas, como a Rodoviária Metropolitana de Umuarama. Em rápido levantamento nesta semana o Bianca News descobriu que atualmente o município gasta em torno de R$ 600 mil a R$ 1 milhão por mês para bancar esta conta, isso se for levado em conta os custos com a manutenção.

De acordo com a prefeitura de Umuarama no caso dos loteamentos quem paga são os loteadores e o cidadão após a aquisição do terreno. Mas segundo o vereador Jones Vivi (PTC) a história não é bem assim. É que após cinco anos os loteamentos são entregues a prefeitura, que então passa a ter responsabilidade, não só pela iluminação pública, mas por outros custos de manutenção.

Em entrevista ele explica o que diz a Lei Municipal 235/2009 que estabelece as regras não só para iluminação e afirma que no caso das obras públicas não há como desligar a iluminação, no entanto é possível diminuir o número de lâmpadas acessas durante a noite.

Deixe seu Comentário