Aos gritos de “sacudo” e com forte esquema de segurança, Câmara aprova doação de terreno para construção de Casa de Custódia

Aos gritos de “sacudo” e com forte esquema de segurança, Câmara aprova doação de terreno para construção de Casa de Custódia


A Câmara de Vereadores de Umuarama aprovou, em sessão extraordinária, nesta segunda-feira (8), por 5 votos  a 3, o Projeto de Lei do Executivo que autoriza o município a ceder a posse ao Estado de um imóvel no bairro  São Cristóvão para a construção de uma Casa de Custódia em Umuarama.

Os vereadores Jones Vivi (PTC), Deybson Bitencourt (PDT), e Ana Novais (PPL), que já haviam sido contrários ao projeto do Executivo, mantiveram a posição pela reprovação.

Já os vereadores Mateus Barreto (PPS), Junior Ceranto (PSD), Marcelo Nelli (SD), Ronaldo Cardozo (MDB) e Maria Ornelas (PODE), votaram favoráveis ao projeto, mantendo a posição da primeira votação. O vereador Newton Soares (PSDB), que estava ausente na primeira sessão, também não participou da segunda votação. Noel do Pão (PSC), só votaria se houvesse empate, o que não ocorreu.

Com a aprovação do projeto a prefeitura deve depositar o dinheiro da desapropriação do terreno em 60 dias. Com a posse do terreno o Estado iniciará as tratativas com o governo Federal que viabilizará a construção da Obra.

A Casa de Custódia de Umuarama tem custo estimado de R$ 40 milhões e abrigará 700 presos.  Acompanhe na reportagem a seguir como foi à sessão desta segunda-feira.

 

Deixe seu Comentário