Ação Judicial deve garantir pagamento de funcionários de restaurante que fechou sem indenizar trabalhadores em Umuarama

Ação Judicial deve garantir pagamento de funcionários de restaurante que fechou sem indenizar trabalhadores em Umuarama


Mesmo ainda sem saber muito o que vão fazer da vida, 20 trabalhadores de dois restaurantes de Umuarama, que fechou as portas sem pagar as indecisões ou comunicar os trabalhadores do encerramento das atividades, receberam uma boa notícia nesta terça-feira (14).

Além de ingressarem com uma cautelar para garantir o bloqueio de bens dos empresários, eles também foram informados da localização de parte dos bens do restaurante que serão bloqueados judicialmente para garantir as indenizações.

Segundo o presidente do Sindicato dos empregados em Turismo e Hospitalidade de Umuarama (SETHOS’U), Jesuino P. Oliveira, os trabalhadores também irão ingressar com uma ação judicial contra a empresa.

Em entrevista ao Bianca News nesta terça-feira ele atualizou as informações sobre a situação dos trabalhadores que perderam o emprego e disse que além de brigar pelas indenizações o Sindicato também está buscando a realocação destas pessoas em outras empresas do mesmo ramo.

O que dizem os empresários

Nesta terça-feira os empresários se manifestaram através de uma nota pública. Confira o que diz a nota:

“A empresa Restaurante Hellmas, assim como várias empresas no Brasil está enfrentando uma crise financeira acirrada, com medo de retaliações pelos credores e funcionários, resolveram encerrar as atividades.

A desocupação dos imóveis foi realizada em virtude de vários meses de aluguéis vencidos, bem como água e luz a terem o iminente fornecimento interrompidos.

Os bens que haviam nos imóveis encontram-se depositados em um barracão estando a inteira disposição da justiça.

Como houve a divulgação do local onde os donos da empresa residiam, algumas pessoas entraram no imóvel e carregaram bens pessoais que se encontravam na residência, já se sabe quem cometeu tal ato e que as medidas cabíveis serão tomadas.

Por fim, nos próximos dias o advogado da empresa estará disponível para início das negociações.”

Foto: TV Caiuá

 

Deixe seu Comentário