Vereadores sugerem que prefeitura use recursos livres para manter atendimento no Lar São Vicente de Paulo

Vereadores sugerem que prefeitura use recursos livres para manter atendimento no Lar São Vicente de Paulo


Com um déficit provocado por conta da mudança da Federal que regulamenta a retenção do salário de idosos em situação de repouso, o Lar São Vicente de Paulo, que atende atualmente 80 idosos pode encerrar as atividades no próximo semestre.

A viabilização Lar, que ainda não conseguiu renovar junto a prefeitura de Umuarama o contrato do Termo de Colaboração, poderá vir a partir de uma manifestação do Ministério Público em Umuarama (MP-PR).

Atualmente o município paga R $ 408 reais e o pedido da Entidade é para que o valor seja reajustado para RS 708 reais.

Sem acordo o assunto foi discutido em uma reunião pública na Câmara de Vereadores na última quinta-feira (30). O encontro, convocado pela bancada de oposição ao governo municipal, teve a participação dos vereadores Deybson Bitencourt (PDT), Matheus Barreto (PPS), Jones Vivi (PTC), Ana Novais (PPL) e Maria Ornelas (PODE).

A sugestão dos vereadores é de que o governo municipal use os recursos livres, 10% do orçamento de pouco mais de R$ 460 milhões para assegurar o atendimento.

Se isso não ocorrer os vereadores prometem convocar o prefeito Celso Pozzobom (PSC) via requerimento para que ele explique o não reajuste.

Deixe seu Comentário