Usuários apoiam criação de CPI e cobram redução do valor da circular em Umuarama

Usuários apoiam criação de CPI e cobram redução do valor da circular em Umuarama


O aumento do valor da passagem do transporte público de Umuarama autorizado pelo governo municipal e que passou a valer no último dia 5 está gerando revolta dos usuários.

Após o reajuste quem adquire o vale-transporte através do cartão magnético está pagando R$ 4,30 e o usuário que paga diretamente na catraca R$ 4,50.

Com os novos valores Umuarama passou a ter a segunda passagem mais cara do Paraná, perdendo apenas para Curitiba.

Um das mais caras do Brasil

O valor da passagem do transporte público de Umuarama também está sendo questionado pelos vereadores. O líder da oposição na Câmara, Deybson Bitencourt (PDT), usou a tribuna da Casa, na última segunda-feira (5), durante a primeira sessão, após o recesso parlamentar, para anunciar que está coletando assinaturas com objetivo de criar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os aumentos.

Segundo ele, a situação é bem mais grave do que parece. Durante sua fala o vereador apresentou um levantamento que aponta que a passagem de Umuarama é a segunda mais cara do Brasil ficando a frente dos valores cobrados, por exemplo, no Rio de Janeiro e na capital federal, Brasília.

Segundo um levantamento publicado pelo portal de notícias G1, com o reajuste, Umuarama passa agora a ter a passagem mais cara das regiões norte e noroeste do Paraná.

De acordo com o portal, em Paranavaí a tarifa custa R$ 3,75 no dinheiro e, R$ 3,65 no cartão. Já em Cianorte a passagem custa R$ 3 e em Londrina R$ 4,25.

Apoio a CPI

Dos dez vereadores de Umuarama pelo menos cinco apoiam a criação da CPI para investigar os aumentos. Para o líder do governo municipal na Câmara, Junior Ceranto (PSD), o valor é alto, no entanto é justificável.

Pressionado pelos colegas ele concorda que o valor é cobrado é injusto para os usuários, no entanto parece estar inclinado a não concordar com a CPI. Ele justifica dizendo que é preciso conversar com a bancada do prefeito para ter uma posição definitiva.

Mas ruas a reclamação é geral como você acompanha na reportagem a seguir.

Deixe seu Comentário