CPI dos ônibus ouve secretário de administração da atual gestão Vicente Gasparini

CPI dos ônibus ouve secretário de administração da atual gestão Vicente Gasparini


A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga os aumentos do transporte público urbano de Umuarama ouviu, na última quinta-feira (21), o secretário de administração da atual gestão Vicente Afonso Gasparini.

Além da suspeita de que possa ter havido irregularidades na renovação do contrato a partir da não observação da revogação de parte da Lei que normatiza o transporte público do município, em 2014, a CPI também investiga se a prefeitura de Umuarama cumpriu com as determinações do Ministério Público do Paraná (MP-PR) para conceder o reajuste dado à empresa em agosto deste ano.

Durante pouco mais de 40 minutos o secretário respondeu aos questionamentos feitos pelos componentes da CPI. Apesar disso, muitas das perguntas não tiveram respostas objetivas e alguns questionamentos ficaram sem respostas.

CPI dos Ônibus

Criada no mês de agosto, a Comissão Parlamentar de Inquérito quer saber por que Umuarama tem uma das passagens de transporte público mais cara do país.

O último aumento passou a valer no mês de agosto e gerou revolta e muita reclamação dos usuários.

Após o reajuste quem adquire o vale-transporte através do cartão magnético está pagando R$ 4,30 e o usuário que paga diretamente na catraca R$ 4,50. Com os novos valores Umuarama passou a ter a segunda passagem mais cara do Paraná, perdendo apenas para Curitiba.

Apenas vereadores de oposição ao governo municipal fazem parte da CPI. Nenhum dos vereadores de situação se dispôs a investigar os valores cobrados.

Até o momento a Comissão já ouviu dois ex-secretários municipais e um secretário da atual gestão.

O próximo a ser ouvido pela CPI será o secretário de Fazenda, Marcos Navaro. O depoimento está marcado para o dia 12 de dezembro. A próxima sessão da Comissão acontece na próxima quinta-feira (28).

Deixe seu Comentário