Quer perder uns quilinhos? Risque essas delícias das refeições noturnas

Quer perder uns quilinhos? Risque essas delícias das refeições noturnas

Quem procura ter uma alimentação correta, sabe que, na pegada do dia, com aquela correria e um monte de tarefas para fazer, até dá para ficar na linha. Mas à noite, em casa, relaxada, com aquela vontadezinha de comer, não é difícil enfiar nem que seja a pontinha do pé na jaca. Pode ser gostoso na hora, mas com isso você acaba comprometendo todo o seu esforço para entrar em forma. Quer evitar esse problema? Descubra o que riscar de vez das refeições noturnas.

ALIMENTOS COM LACTOSE E AÇÚCAR

Sabe aquele chocolatinho com lactose (que você considera inocente)? Melhor, não! “Ele e demais alimentos com açúcar não fazem bem, pois além de atrapalharem o sono por gerarem um pico de energia (que não será usado e vai virar gordura), aumentam a inflamação do organismo e comprometem o bom funcionamento do metabolismo”, explica oNUTRICIONISTA CLÍNICO E FUNCIONAL FÁBIO BICALHO.

CARBOIDRATOS SIMPLES

Entre eles, só conhecidos seus: macarrão, arroz branco, doces ou açúcar (olha ele de novo!). O motivo? Segundo Fábio, “por aumentarem a liberação de insulina, favorecerem aquela vontade de comer no meio da noite e comprometerem a produção do hormônio do crescimento humano (HGH). Este por sua vez ajuda no equilíbrio do organismo, pois aumenta a síntese de proteína e a utilização de gordura para gerar energia para as células”.

CAFEÍNA

Tem gente que não abre mão de um cafezinho. Mas na hora de dormir, ele não é um bom amigo. Aliás, Bicalho esclarece que “café ou demais bebidas que apresentem cafeína como refrigerantes, chá verde ou guaraná, certamente atrapalham o sono por serem estimulantes ao inibirem as substâncias indutoras do sono, e naturalmente, desregulando o organismo mais uma vez”.

QUEIJOS AMARELOS E EMBUTIDOS

Não adianta o pão ser integral se o recheio é um queijão amarelo com presunto ou mesmo peito de peru defumado. Como assim? “Esses são alimentos com sódio em excesso que produzem edema e inchaços no corpo, além de aumento de peso por sinalizarem o hormônio formador de gordura”, alerta o especialista.

FRUTAS COM ALTO ÍNDICE GLICÊMICO

São uma delícia, mas antes de dormir, evite: “exemplos como caqui, melancia, uva passa, uvas, laranja, banana, em especial sem acréscimo de um grão como chia ou farelo de aveia para reduzir a carga glicêmica. Certeza de alta liberação de insulina, sinalização de hormônio formador de gordura e possível vontade de comer no meio da noite”, diz o nutricionista.

FRITURAS

Bom, se você se cuida, já ouviu falar que fritura não é recomendado nem de dia, que dirá a noite! “Elas não devem ser consumidas, em especial nesse período, por piorarem a inflamação do organismo e ainda demorarem a serem digeridas pelo organismo que estará em repouso. Isso também faz com que a primeira refeição do dia seja comprometida, pois não terá apetite para comer um bom desjejum ativador de metabolismo e queima de gorduras”, ressalta o especialista.

Deixe seu Comentário