Prefeitura auxilia polícia na limpeza do minipresídio, destruído em rebelião

Prefeitura auxilia polícia na limpeza do minipresídio, destruído em rebelião

A Secretaria Municipal de Serviços Públicos destinou uma equipe de servidores para auxiliar na limpeza do minipresídio da 7ª Subdivisão Policial, depois que uma rebelião de detentos causou destruição na noite da última quarta-feira, 27 e manhã desta quinta. Os presos se rebelaram durante atos de vandalismo praticados contra o prédio da delegacia, por conta da prisão do acusado do assassinato da estudante Tabata Fabiana Crespilho da Rosa, de 6 anos.

O secretário José Guimarães de Melo acompanhou o trabalho. “Os presos provocaram quebra-quebra no interior do presídio. A revolta deixou um rastro de sujeira e destruição, causando a interdição das galerias. Para tentar restabelecer o espaço, deslocamos uma equipe de servidores para auxiliar as autoridades de segurança. Um grande volume de resíduos foi recolhido e encaminhado ao aterro sanitário municipal”, explicou.

O auxílio às forças policiais no minipresídio atendeu recomendação do prefeito Celso Pozzobom. “Ficamos chocados com a revolta da população, os atos de vandalismo de alguns – que inclusive já resultaram em prisões – e o motim promovido pelos detentos. Estamos sempre atentos às questões de segurança pública e como sempre a administração colabora com a polícia, na medida do possível, para restabelecer a ordem”, disse o prefeito.

Deixe seu Comentário